Uma central de atendimento projetada para vários operadores

O que é preciso para montar uma central de portaria remota?

Em um cenário em que os índices de criminalidade aumentam de forma alarmante, soluções que otimizem a segurança de empresas e condomínios devem ser implementadas para garantir a segurança de colaboradores e moradores. Nesse contexto, a central de portaria remota surge como uma opção muito interessante.

Você gostaria de entender mais a respeito desse novo conceito em proteção? Leia o artigo e descubra como implementar uma central de portaria remota!

Qual é o diferencial da central de portaria remota?

Por meio dela, um especialista é capaz de monitorar, em tempo real, todos os eventos de entrada e saída, na empresa ou condomínio, desempenhando a distância as funções de controle que deveriam ser realizadas por um porteiro e aumentando significativamente a segurança da operação. Isso porque esse especialista, dada a sua posição, não pode ser coagido ou ameaçado por pessoas mal intencionadas.

Além disso, essa solução exige apenas que a empresa ou condomínio pague uma taxa mensal à companhia responsável pelo serviço, o que sai mais barato do que contratar um porteiro.

O que é preciso para montar uma central?

Conexão com a internet

Atualmente, a internet se faz necessária na realização de diversas tarefas que devem ser desempenhadas em nosso dia a dia. A operação de uma central de portaria remota não é uma exceção para essa regra, afinal, é justamente por meio dessa rede que os especialistas em monitoramento podem se conectar aos sistemas de vigilância da empresa ou condomínio que contratou os seus serviços.

Levando esse fato em consideração, é fácil chegar à conclusão que o serviço de internet, usado nessa transmissão de dados, precisa ser eficiente o bastante para entregar a banda necessária e se manter estável, sem quedas que possam interromper a conexão com a empresa responsável pelo monitoramento.

Estações de trabalho

O trabalho dos profissionais responsáveis pelo monitoramento é o de analisar todos os eventos de entrada e saída, executando funções que deveriam ser desempenhadas por um porteiro — como identificar visitantes e barrar pessoas sem a devida autorização.

Para que eles de fato sejam capazes de atender a essas demandas, devem ter acesso a estações de trabalho de qualidade, a um ambiente confortável para longas jornadas e a ferramentas necessárias para a execução de suas tarefas — dentre elas, é indispensável ter um computador com configurações de hardware adequadas e que esteja conectado a um monitor de alta resolução, o que facilita a visualização de imagens.

Tecnologia VOIP

É importante levar em consideração que, no decorrer de suas funções, o profissional que lida com o monitoramento da central de portaria remota vai precisar entrar em contato com as pessoas na empresa ou condomínio que contratou os seus serviços.

Para que essa comunicação ocorra de uma maneira mais econômica e eficiente, é interessante que ela seja feita por meio de telefones VOIP. Isso porque, além de ser mais segura, essa opção é muito mais barata do que o uso de linhas convencionais.

Software para controle da central

Por fim, é preciso ressaltar que, para executar todas as funções que estão sob a sua responsabilidade, o profissional de monitoramento precisa ter acesso a um software extremamente eficiente, que lhe permita realizar funções como acessar as câmeras de segurança, conectar-se ao interfone e até mesmo ligar para os clientes em tempo real, sem atrasos ou perdas de comunicação que possam prejudicar a eficácia de seu trabalho.

Dada a importância dessa tarefa, não é difícil chegar à conclusão que o sistema escolhido precisa ser confiável e que deve oferecer todas as funcionalidades necessárias para o serviço de monitoramento, de um modo intuitivo e que facilite a execução dessa tarefa.

Dentre as melhores opções disponíveis no mercado, podemos citar o GEAR (Gestão de Eventos e Acesso Remoto) como a mais completa e eficiente. Isso porque, além de apresentar uma série de funções indispensáveis para o monitoramento, o software é armazenado em nuvem, o que reduz os requisitos de hardware para o usuário e ainda eleva consideravelmente o nível de segurança das informações.

Como vimos, manter a segurança em empresas e condomínios não é uma tarefa simples. Felizmente, ferramentas eficazes, como o monitoramento remoto, surgem como um meio de facilitar esse processo, aumentando significativamente os seus resultados positivos.

Agora que você sabe o que é uma central de portaria remota e entende como montar uma, compartilhe este texto em suas redes sociais para que seus amigos recebam esse conhecimento!  

Quer ficar cada vez mais antenado com o Riseblog?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.